E quando o fim está próximo? Cuidados paliativos na doença de Alzheimer

A Demência de Alzheimer é uma doença progressiva e sem cura.

Existem medicações que podem reduzir a velocidade do avançar da doença; porem, é inevitável que a doença progrida e passe pelos estágios leve, moderado e grave.

No estágio grave, em um dado momento, as medicações específicas para o controle da Doença de Alzheimer tendem a perder sua importância. Nesse ponto da doença, medidas para aumentar o conforto e diminuir o sofrimento passam a ser prioridade, assim sendo chamado de cuidados paliativos.

Saiba mais: Demência de Alzheimer avançada. Tire suas dúvidas com um Geriatra.

É necessário conhecer como a doença progride para melhor entender os detalhes de cada fase do Alzheimer e decifrar até que ponto haverá resposta a determinados tratamentos e intervenções.

Como identificar se a pessoa com demência se encontra em estágio avançado, com sinais de final de vida?

  • Déficit de memória profunda, de tal forma que eles não reconhecem familiares próximos
  • Dificuldade para se comunicar (falam menos do que seis palavras)
  • Contraturas musculares
  • Pneumonia  devido a aspiração de alimentos ou saliva
  • Úlceras de pressão
  • Perda de peso
  • Dosagem sanguínea de albumina abaixo da normalidade.

Veja também: Fases da Doença de Alzheimer. Saiba em que fase seu familiar está.

Uma vez compreendido que a pessoa com Alzheimer se encontra em fase mais avançado da doença é de suma importância a revisão dos medicamentos que vêm sendo usados. 

Individualizar o tratamento é o foco para que seja feito tudo na “medida certa” para esse paciente!  Nesse ponto, uma abordagem paliativa por um profissional especialista tende a fazer toda a diferença!

O que devemos entender como cuidados paliativos?

Segundo a Organização Mundial de Saúde:

Cuidados paliativos consistem na assistência promovida por uma equipe multidisciplinar,  que objetiva a melhoria da qualidade de vida do paciente e seus familiares, diante de uma doença que ameace a vida, por meio da prevenção e alívio do sofrimento, da identificação precoce, avaliação impecável e tratamento de dor e demais sintomas físicos, sociais, psicológicos e espirituais”.

Nesse contexto, paliar, diferente do que muitos pensam, não é apenas prestar cuidados nos últimos dias de vida e deixar de realizar medidas de tratamento mais avançadas, como cirurgias e hemodiálise.

A paliação consiste no tratamento precoce e efetivo de todo sintoma ou demanda, seja ela clínica, emocional, espiritual ou social.

Existe remédio para regredir ou retardar a Alzheimer Avançado?

Nessa fase, mesmo os remédios que anteriormente tinham a capacidade de “freiar” a progressão da demência, como a donepezila, rivastigmina, galantamina e memantina, já tendem a agregar mais efeitos colaterais do que benefício para esses pacientes.

A tendência é a retirada de medicamentos “fúteis”, que não fazem mais sentido para esse momento. Vários deles aumentam o risco de perda de peso, sangramento e constipação, às custas de um benefício muito improvável.

Como o paciente com Alzheimer morre?

A morte da pessoa com demência avançada pode ser provocada por outra doença, pois geralmente são pessoas mais idosas que já possuem várias enfermidades.

A sua capacidade de combater infecção ou outros problemas físicos estará comprometida e, em muitos casos, a morte será causada por uma pneumonia ou infecção urinária.

A Vitali Senior conta com Geriatras que atendem no conforto do seu lar!
Entre em contato que iremos até você
www.vitalisenior.com.br
(35) 9 9962-3516

POUSO ALEGRE – POÇOS DE CALDAS – CAMPINAS


Publicações Relacionadas

Sem Comentários

Responder