Demência de Alzheimer avançada: Tire suas dúvidas com um Geriatra

Independente do tipo de demência todas elas evoluirão em algum momento para fases avançadas de doença, a despeito dos tratamentos atuais.

Nesse momento, angústias e dúvidas rodeiam familiares e cuidadores do paciente com demência em fase avançada. Vamos falar das três dúvidas mais frequentes nos consultórios de geriatria:

Pergunta 1

O que fazer quando o paciente com demência de Alzheimer avançada engasga com frequência ou já não deseja comer?

Nessa fase, a manutenção do estado nutricional do paciente é um grande desafio, pois vários fatores interferem na aceitação dos alimentos, como:

É importante, de forma geral, retirar determinadas restrições alimentares, como dietas para colesterol alto, diabetes e hipertensão, permitindo que ele consuma seus alimentos preferidos e à vontade, de forma que sinta mais prazer e não perca peso.

E os engasgos frequentes?

Com o avançar da doença de Alzheimer a pessoa vai perdendo a capacidade da deglutição, passando a apresentar engasgos e aspiração de comida e saliva para o pulmão. Nesse momento, a avaliação de um fonoaudiólogo é de suma importância para adequar a consistência e a forma de ofertar os alimentos, com o objetivo de controlar os engasgos e reduzir do risco de pneumonia e internações hospitalares.


Foto autorizada de um paciente com gastrostomia.

Foto autorizada de uma paciente com Alzheimer em uso de sonda nasoenteral.

Em casos mais extremos, cabe a difícil decisão de introduzir ou não a nutrição via enteral por sonda nasoentérica ou gastrostomia. Nesse momento, cabe um pergunta:

Até que ponto faz sentido essa medida artificial de alimentação em uma doença que está progredindo?

Veja também: Fases da doença de Alzheimer. Saiba em que fase seu familiar está.

Pergunta 2

Introduzir ou não dieta enteral (via sonda ou gastrostomia)?

Essa é uma decisão que deve ser individualizada e embasada nas características físicas do doente e nos valores e princípios dos familiares e do paciente. Para isso, iremos expor alguns elementos que nos ajudam nessa decisão:

  • Benefícios da dieta enteral:
  1. Ajuda a prevenir a desnutrição e a perda de peso no Alzheimer;
  2. Reduz o incômodo do paciente  quando tosse e engasga com a dieta oral;
  3. Evita a desidratação, pois é mais fácil controlar a quantidade de líquidos ingeridos;
  4. Benefício emocional: dar tranquilidade à família que se preocupa ao ver a perda contínua de peso do seu parente.
  • Malefícios da dieta enteral:
  1. Priva o doente com Alzheimer de sentir uma de suas últimas fontes de prazer, que é o comer.
  2. Aumenta o risco de complicações com os dispositivos, como: infecções e retiradas acidentais, consequentemente aumentando o número de idas ao pronto socorro e internações.

Quem passa sonda ou gastrostomia vive mais?

É muito importante mostrarmos que estudos mais recentes apontam que a dieta por via enteral, seja por sonda nasoenteral ou por gastrostomia, não aumenta o tempo de vida, não melhora as condições de nutrição e não previne pneumonias, uma vez que a pessoa também aspira sua própria saliva.

Na maioria dos casos, faz sentido encarar a perda de peso como um marcador de doença em final de vida, parte da evolução natural da doença de Alzheimer e não como um problema que precisa ser revertido.

Pergunta 3

O que fazer para a pessoa com Alzheimer não ficar com a musculatura enrijecida?

Para tratar e prevenir tal enrijecimento muscular, o acompanhamento fisioterápico é muito importante desde as fases iniciais da doença, pois contribui para retardar a instalação de imobilidade e preservar a independência do doente.

Outras medidas são disponíveis e com bons resultados, a depender de cada caso, como:

  • Uso de relaxantes musculares;
  • Introdução de toxina botulínica (Botox) no músculos enrijecidos ;
  • Confecção de órteses a serem utilizadas no membros superiores e inferiores (pelo terapeuta ocupacional).

A Vitali Senior conta com Geriatras que atendem no conforto do seu lar!
Entre em contato que iremos até você
www.vitalisenior.com.br
(35) 9 9962-3516

POUSO ALEGRE – POÇOS DE CALDAS – CAMPINAS

Publicações Relacionadas

Sem Comentários

Responder