Saiba quando se preocupar com a ansiedade do idoso

Se você ou algum familiar está passando por um problema, se sente preocupado e muito ansioso por tal situação, não se desespere.

A ansiedade é considerada uma resposta habitual do ser humano ao meio em que vive,  como forma de preparo para situações que podem ser difíceis.

Quando devo me preocupar com a ansiedade?

Delimitar a ansiedade a partir do que se torna prejudicial ou patológica é uma tarefa muito difícil.

A ansiedade se torna doença quando os tormentos ocasionados por ela trazem alterações importantes no comportamento dessa pessoa, de forma desproporcional conforme sua intensidade e duração.

Atenção deve ser dada principalmente quando os sintomas ansiosos estiverem presentes na maioria dos dias da semana, por pelo menos seis meses de duração.

É mais comum do que imaginamos

Acomete 8,4% dos idosos com mais de 65 anos, sendo que 80% desses têm o primeiro diagnóstico feito na terceira idade. É mais comum em pessoas com doenças crônicas como:

– Hipertensão;

– Diabetes;

– Depressão;

– Doenças do coração;

– Tiveram AVC ou infarto do miocárdio;

– Passaram por estresse psicológico como separação ou luto.

Eu tenho ansiedade? Como identificar os sintomas?

A ansiedade e seus transtornos podem causar sintomas tanto psicológicos quanto físicos, que atrapalham o dia a dia de diversas formas. Veja quais são os principais:

Tratamento

O tratamento da ansiedade é baseado em psicoterapia, atividade física e mudanças comportamentais como adequação do sono.

A terapia cognitivo-comportamental é uma das técnicas utilizadas por psicólogos e muito eficaz na ansiedade. São aplicadas algumas técnicas, como:

  • Técnicas de Relaxamento
  • Psicoeducação (explicações sobre o transtorno e o tratamento, leituras)
  • Intervenções cognitivas (reavaliação das incertezas, preocupações, medos e perfeccionismo)
  • Técnicas para regular a emoção.

O tratamento da ansiedade pode ser também com auxílio de medicamentos, que é definido a partir de uma avaliação médica a depender da gravidade da doença e do perfil do doente.

Tratando a ansiedade: acompanhamento médico

Com o tratamento adequado, e o acompanhamento médico regular, os resultados são satisfatórios com altas taxas de tratamento bem sucedido.

Após o início da medicação, é importante dizer que o tempo para melhora dos sintomas é de 6 a 12 semanas; sendo recomendado manter o tratamento por pelo menos um ano para diminuir a chance de retornar o transtorno de ansiedade.

Veja também: Problema de memória: Quando ‘’esquecer’’ deixa de ser normal?

A Vitali Senior conta com Geriatras que atendem no conforto do seu lar!
Entre em contato que iremos até você
www.vitalisenior.com.br
(35) 9 9962-3516

POUSO ALEGRE – POÇOS DE CALDAS – CAMPINAS


Publicações Relacionadas

Sem Comentários

Responder