Por que o idoso está emagrecendo? Existe alguma vitamina para isso?

A perda de peso não intencional, ou seja, perda de peso sem que haja um esforço para que ela ocorra (dietas, exercício físico), é uma queixa muita frequente nos consultórios de geriatria e um problema muito comum entre os idosos.

Idoso podem ter uma série de fatores anormais que causam falta de apetite e que, quando bem identificados, podem ser tratados. Aprenda alguns deles:

Dentição

– Falta de dentes ou próteses mal adaptadas podem atrapalhar o idoso a engolir e causar desconfortos que desestimulam a alimentação. É importante observar os sinais e consultar regularmente com o dentista;

Medicamentos

– Medicações podem causar efeitos colaterais gástricos ( Exemplo: a gastrite por anti-inflamatórios ou aspirina) ou reduzir o apetite ( Exemplo: cálcio, digoxina, citalopram, rivastigmina e donepezila);

Falta de Proteínas

Elas aumentam a musculatura, a qual tende a enfraquecer na terceira idade. Opções: Carnes, ovos, feijão, grão-de-bico, laticínios ( queijos, leite, iorgute e coalhadas);

Forma que é alimentado

idosos com perda de apetite correm o risco de desnutrição e consequentemente o aparecimento de doenças.
Tornar a refeição prazerosa é um dos pilares para a boa nutrição do idoso.

– Principalmente se tratando de idosos mais dependentes e com problemas de memória, é muito importante ficar atento como é ofertado os alimentos. Oferecer alimentos de forma impaciente e ofensiva pode reduzir drasticamente a ingesta alimentar;

– A refeição tem que ser prazerosa. Repetir um único alimento, além de monótono, fica enjoativo. Com o tempo, o prazer de comer não será o mesmo, por isso, diversificar as preparações é de suma importância para estimular os sentidos;

– Busque refeições menores e com maior frequência

Problemas psíquicos

Problemas psicológicos como depressão, transtornos ansiosos, solidão e luto.  Idosos morando sozinhos, após perda do companheiro(a), podem perder a motivação por alimentos ou, simplesmente, por não saberem como fazê-los;

Companhia na refeição

Companhia nas principais refeições é necessário para a recuperação do apetite e do estado nutricional.

Excesso de restrições alimentares

Quando a perda de peso acontece de forma significativa, minimizar restrições calóricas dietéticas é fundamental. Nesse contexto, ponderar não ser tão rigoroso com dieta para colesterol alto, diabetes e rica em fibras;

Garanta uma boa saúde bucal

A baixa higiene  oral e a boca seca podem alterar o sabor e dificultar a deglutição;

Drible a perda do paladar

Busque um toque a mais nos temperos e ofereça seus alimentos favoritos.

12 temperos e especiarias para ter na cozinha

Receitas favoritas, pratos coloridos, atrativos e bem temperados aumentam a taxa de sucesso na alimentação do idoso com falta de apetite.

Existe alguma vitamina para fortalecer ou remédio para aumentar o apetite?

Para responder essa pergunta é muito individualizar caso a caso. Devemos sempre identificar os fatores responsável para agir de forma certeira!

Apesar de comumente estimulados, os suplementos polivitamínicos não tendem a ser uma boa estratégia. Sempre devemos identificar qual é a vitamina que esta deficiente, para atuar  com maior eficácia e menor risco de efeitos colaterais.

A suplementação nutricional, sobretudo proteica e calórica, muitas vezes é necessária e pode ser feita durante os lanches.

Em alguns casos espefícos, medicamentos que estimulam o apetite podem auxiliar no tratamento. Entre eles, podemos citar a olanzapina, a mirtazapina e a dexametasona. Procure seu geriatra aconselhamento adequado e individuzalizado.

Aprenda também: Tontura em idosos: Saiba como prevenir

A Vitali Senior conta com Geriatras que atendem no conforto do seu lar!
Entre em contato que iremos até você
www.vitalisenior.com.br
(35) 9 9962-3516

POUSO ALEGRE – POÇOS DE CALDAS – CAMPINAS

Publicações Relacionadas

Sem Comentários

Responder